segunda-feira, 25 de agosto de 2014

Thor Vol 3 1 a 6 - O Renascer dos Deuses - Setembro/2007 a Fevereiro/2008


EDIÇÃO ANTERIORARCO / ANOPRÓXIMA EDIÇÃO
Em construção
06 - MODERN AGE 
O Renascer dos Deuses >
2007
Em construção

O início do arco moderno de Thor, agora nas mãos de J. Michael Straczynski, revive o deus do trovão após um bom tempo sem historias. A nova realidade dos asgardianos seria profundamente alterada com a moderna levada do filho de Odin e infelizmente a divisão dos arcos nas graphic novels encadernadas é muito prejudicada pela intrigante trama complexa, de forma que não ajudam os leitores a encontrar um final. Por outro lado, da vontade de continuar...




Preso em um sono infinito, Thor esteve fora do contexto vivo desde o ragnarok que ele conseguiu interferir durante os eventos da queda dos Vingadores. O deus do trovão esteve dormindo e sonhando com todo o seu glorioso passado e seus grandes companheiros asgardianos. Hogun, Fandral, Volstagg, Sif, dentre outros, eram presenças confirmadas em seus sonhos, mesmo inconscientemente sabendo que todos estavam mortos.



Mas em um determinado momento, Thor encontra o médico Donald Blake, que era seu alter ego no início de seus tempos em Midgard. O médico manco encoraja Thor a retornar para a Terra e usar seus conhecimentos que agora estavam muito maiores e mais vastos, além do fato dele ser necessário para ajudar a lidar com mais um momento perigoso para o planeta dos mortais.


Thor recupera seu martelo Mjolnir e decide que quer voltar. No momento seguinte, vemos Don Blake caminhando pelas estradas de Oklahoma e pedir um quarto em um hotel de beira de estrada. E, sozinho em seu quarto, Blake descobre que o velho truque de bater a bengala no chão continuava funcionando.


Don Blake vai até um local no meio do nada e se transforma em Thor. O herói usa seus poderes para abrir uma fenda dimensional e traz as fortalezas de Asgard para aquele árido terreno. Porém rapidamente um carro de polícia aparece e, mesmo reconhecendo o herói, cumpre a obrigação de alertar o deus do trovão que ele não poderia construir aquela fortaleza naquele terreno, pois o local era propriedade privada. Thor não se incomoda e usa seus poderes para levantar todo aquele local e deixar a nova Asgard flutuando sobre a região.



Na sequência, aparece o dono do terreno pedindo um acordo por toda aquela terra, e novamente Thor silencia o homem convidando-o a pegar tudo o que pudesse na sala de tesouros da fortaleza asgardiana. O homem enche a caçamba de sua caminhonete com ouro e pica a mula dali.



Thor se vê sozinho e lembra de sua conversa com Don Blake enquanto esteve dormindo, entendendo que os deuses moram no coração e na alma dos mortais e que só era necessário encontrá-los e acorda-los.


E é o que Thor decide fazer. Ele vai até a cidade de Nova Orleans e encontra o local devastado pelo furacão Katrina. Um morador do local, mais exaltado, questiona onde estavam os heróis quando precisaram deles, e Thor disse que também esteve morto.


Nesse momento, o Homem de Ferro aparece e tenta puxar conversa, sendo solenemente ignorado pela divindade asgardiana. O latinha então conta à Thor sobre a nova lei de registro de super-seres e que ele deveria se adequar a nova realidade dos EUA. Mas isso definitivamente não foi uma boa idéia...


Thor castiga o Homem de Ferro com um cacete maiúsculo, terminando com um mega pulso elétrico que frita os circuitos da armadura de Tony Stark. Thor condena a clonagem que Tony havia feito com os poderes do deus do trovão, ordena que ele deixe Asgard em paz e avisa que não queria mostrar a Tony "a diferença entre um deus do trovão e um mortal de armadura".


Tony ainda oferece um acordo de imunidade diplomática, reconhecendo o local comum território neutro, e Thor literalmente manda Tony sair andando, com sua armadura em frangalhos.


O morador de Nova Orleans que havia argumentado com Thor anteriormente reaparece e se diz totalmente sem esperança. A sobrinha daquele senhor conta à Thor que ele perdera a esposa durante tempestade e Thor reconhece o sofrimento do mortal e que essa tragédia não deveria ser enfrentada por um mortal, pois era um sofrimento de uma divindade. Usando os poderes de Mjolnir, Thor retira Heimdall de dentro do mortal e revive o guardião da ponte do arco-íris.



O médico Donald Blake é recrutado para uma ação do Médicos Sem Fronteiras em um vilarejo na Africa. O vilarejo passava por uma guerra civil e os ataques eram constantes. Blake é apresentado ao grupo de voluntários que faziam a segurança do local e são surpreendidos por um ataque inimigo. Após uma explosão, o dr Blake é jogado longe mas consegue alcançar seu cajado e se transformar em Thor. Os inimigos fogem e Thor percebe que os seguranças do vilarejo eram Volstagg, Hogun e Fandral.



Thor ainda conclama os poderes de sua mãe e cria um enorme abismo separando o vilarejo de seus inimigos. Os asgardianos retornam à nova Asgard e Thor pede ajuda a Heimdall para descobrir mais rapidamente os demais deuses que estavam escondidos nas almas dos humanos.



A população asgardiania começa a crescer, mas Heimdall avisa Thor que não conseguia encontrar rastros de Lady Syf e que o sinal dos demais deuses estava desaparecendo. Além disso, ele pressentia grande perigo no meio do deserto no Novo México, e Thor decide investigar.


O deus do trovão encontra uma masmorra escondida e repleta de mortais presos. Uma moça diz que o conhecia mas eles são interrompidos. A armadura do Destruidor entra no local e duela com Thor, e a única saída que o herói encontra é usar os poderes de Mjolnir para libertar todos os asgardianos identificados naquela masmorra.


Thor descobre que Balder estava preso no Destruidor e ele não se lembrava do porquê de estar ali, pois ficara decepcionado com sua falha em evitar o ragnarok. Thor não vê os demais asgardianos e volta à masmorra, mas não encontra ninguém a não ser a moça que falou com ele. Mas não era Sif.



Tratava-se de uma versão feminina de Loki. Thor acaba aceitando aquilo, mas o plano de Loki havia dado certo. Sabendo que Thor não libertaria seus inimigos, o deus da trapaça criara a situação e fez com que Thor se precipitasse achando que encontraria sua amada em perigo, libertando todos os vilões de uma vez.


Donald Blake começa a perceber os primeiros impactos da convivência entre humanos e asgardianos e cada vez mais se convence que uma atitude radical deveria ser tomada. Blake convence seu alter-ego heróico a libertar todos os deuses que ainda estavam escondidos dentro de humanos, mesmo sabendo que isso libertaria Odin, que começaria a tentar retomar o destino anterior dos asgardianos e recolocá-los no processo eterno do ragnarok.


Thor então sobe aos céus e conclama os poderes dos trovões e dos relâmpagos, mandando seus raios por todo o planeta. Aparentemente todos os deuses estavam soltos. Só resta saber se Thor sobrevive a essa proeza.



O encadernado acaba nessa edição e deixa muitas pontas soltas. Essa nova realidade de convívio entre deuses e mortais ainda deve ser muito explorada.


O que aconteceria com Thor? Quais as consequências da libertação generalizada dos deuses? E onde estaria Lady Sif? Qual o plano de Loki? Para piorar a situação, Loki tinha um aliado. O Doutor Destino... 



http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_3_1
http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_3_2
http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_3_3
http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_3_4
http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_3_5
http://marvel.wikia.com/Thor_Vol_3_6


Publicada no Brasil
Marvel Deluxe: Thor n° 1 - O Renascer dos Deuses
Coleção Graphic Novels Marvel n° 52 - Thor - O Renascer dos Deuses - Salvat





0 comentários :

Postar um comentário

Os comentários são moderados.